Usando PrintScreen no fluxbox

Por padrão, o gerenciador de janelas fluxbox (e outros como openbox) não utiliza a tecla PrintScreen e só conseguimos capturar a tela usando a linha de comando, o que se torna incômodo dependendo do número de imagens que precisamos.

Neste post vou mostrar como setar a tecla PrintScreen para realizar esta função.

Para realizar a função de captura de tela, usaremos o import, que vem no pacote do ImageMagick.

1. Vamos instalar o ImageMagick no Arch Linux:

# pacman -Syu
# pacman -S imagemagick

Existem basicamente 3 tipos de screenshots:
– Tela inteira
– Janela específica
– Região desenhada na tela

O segundo e terceiro itens podem ser realizados com a mesma função do import, já o primeiro item possui parâmetros diferentes. Para automatizar o processo, criei um script que, dependendo do argumento passado, tira a screenshot da tela inteira ou de uma região/janela específica. De quebra é possível definir o local aonde estas imagens (screenshots) serão armazenadas.

O script utilizado pode ser encontrado aqui.

Obs.: Sugestões para melhoria do código sempre são bem-vindas.

Tentei fazer o script bem documentado, mas aqui vai um resumo de utilização:

./screenshot.sh
Captura tela inteira e salva em $HOME.

./screenshot.sh -d ~/imagens
Captura tela inteira e salva em $HOME/imagens.

./screenshot.sh -r
Captura região/janela específica. Nesta opção o ponteiro do mouse vira uma cruz e com ela você pode selecionar a região ou clicar na janela que quer capturar.

./screenshot.sc -r -d ~/imagens
Captura região/janela específica e salva em $HOME/imagens.

Acho que já temos boa uma base do funcionamento do script.

2. Vamos mapear a tecla PrintScreen.
Acrescente no final do seu arquivo ‘.xinitrc’ (antes de carregar o fluxbox) as linhas abaixo:

# Mapea a tecla printscreen como F13
xmodmap -e "keycode 111 = F13"

Isto fará com que a tecla PrintScreen (keycode 111 [1]) seja atribuída ao nome ‘F13’ (não existente, poderia ser outro nome).

Já temos o script salvo e pronto para execução, também já definimos um nome para a tecla PrintScreen. Falta só juntar tudo nas keys do fluxbox.

O arquivo keys [2] (geralmente localizado em ~/.fluxbox/keys) é um arquivo de configuração para os atalhos do teclado. Aqui vamos definir literalmente o que será executado ao teclarmos PrintScreen.

Acrescente as linhas abaixo no seu ~/.fluxbox/keys:

None F13 :Exec ~/scripts/screenshot.sh -d ~/imagens
Mod1 F13 :Exec ~/scripts/screenshot.sh -r -d ~/imagens

Sendo:

Mod1 – Tecla Alt.
Mod4 – Tecla Windows.
Control – Tecla Ctrl.

Na primeira linha estamos definindo que ao teclar o PrintScreen (F13) o script irá capturar a tela inteira e salvar em ~/imagens.

Na segunda linha definimos que ao segurar Alt+PrintScreen o script irá capturar uma janela ou região de nossa escolha e salvar em ~/imagens.

Obviamente deve-se trocar o caminho para o diretório das imagens, assim como para o screenshot.sh.

Referências

[1] keycode – Se quiser saber mais sobre o keycode leia este post.

[2] keys – http://wiki.archlinux-br.org/Fluxbox#Atalhos_de_teclado

script usado no post – http://snipt.net/eddye/script-para-tirar-screenshot/

fonte: http://www.gentoo-wiki.info/TIP_Make_a_Screenshot_with_PrintScreen_Key

Anúncios
Marcado com: ,
Publicado em linux

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: