Acentos no Arch Linux usando UTF-8

Fazia tempo que estava com problemas relacionados a acentuação, principalmente entre aplicativos gráficos (salvar arquivo com acento, ou anexar arquivos de um diretório com acento) e depois no terminal (pra editar o tal arquivo). Também precisei forçar alguns programas (DeVeDe, por exemplo) a usar o UTF-8 pois não funcionavam com o padrão usado no sistema.

Usava a codificação ISO-8859-1, que até o momento eu tinha como correta para deixar o sistema com acentuação e em pt_BR. Era isso no Slackware e funcionava numa boa, sem problemas que eu me lembre. Desta forma, resolvi testar a codificação UTF-8 (Unicode) no sistema para comparar com a codificação anterior e os resultados tem sido bastante satisfatórios. Consigo criar diretórios/arquivos com acento graficamente e os mesmo são mostrados corretamente no terminal, e vice-versa, coisa que era um dos principais problemas.

Siga os passos abaixo para deixar seu Arch Linux com a codificação UTF-8:

  1. Abra o arquivo “/etc/locale.gen”. Descomente, removendo o ‘#’ do início da linha, apenas as linhas abaixo:
    pt_BR.UTF-8 UTF-8
    pt_BR ISO-8859-1
  2. Após salvar o arquivo, rode o comando:

    # locale-gen

    Terá uma saída como esta:

    Generating locales...
      pt_BR.UTF-8... done
      pt_BR.ISO-8859-1... done
    Generation complete.
  3. Beleza. Isso proverá suporte para as duas codificações: UTF-8 e ISO-8859-1. Agora temos que dizer para o sistema usar uma destas codificações.

  4. No seu arquivo “/etc/rc.conf”, procure a linha iniciando com “LOCALE=”, e troque ela pela linha abaixo:
    LOCALE="pt_BR.utf8"

    Salve e reinicie o sistema.

  5. Isso é o suficiente para ter as aplicações em português e com os acentos corretamente, incluindo a possibilidade de visualizar sem problemas partições Windows contendo diretórios com acentos.

    Nesse processo acabei descobrindo que meu emulador de terminal (mrxvt) não suporta Unicode. O que volta a ser um problema, devido a ver caracteres estranhos no lugar dos acentos. A solução para isso é instalar o pacote do mrxvt que está em desenvolvimento e conta com suporte a Unicode e, consequentemente, UTF-8.

  6. O pacote encontra-se no AUR e pode ser instalado com o comando abaixo:

    # pacman -R mrxvt
    $ aurget -S mrxvt-utf8-svn

    Isso remove o mrxvt antigo e instala a versão com suporte a codificação necessária, resolvendo o problema.

Referências

Wiki Arch Linux – Configurando Locales
Codificação do sistema operacional Arch Linux
Terminal Emulator

Anúncios
Marcado com: , , , ,
Publicado em arch, linux, terminal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: